Stress e Digestão

Costumam sentir inchaço abdominal depois das refeições? Ou sofrem frequentemente de refluxo gástrico? Sabiam que provavelmente é resultado de vivermos em constante Stress?

Hoje em dia é praticamente impossível encontrar alguém que não sofra de alguma forma de stress. Vivemos cada vez mais num período onde tudo é necessário para ontem, lidamos frequentemente com stress no trabalho, as reuniões decisivas, inúmeros projectos em simultâneo, os emails acumulados, os pacientes, os documentos, seja qual for a nossa profissão passamos a maioria do nosso dia a correr de um lugar para o outro, ou então stressados com tudo o que temos de encaixar no dia. Durante períodos de stress e falta de tempo temos a tendência de comer apressadamente, a olhar para um computador, no carro ou mesmo a andar enquanto nos despachamos para mais um compromisso. Os que têm a sorte de ter um espaço e tempo disponível para comer, tendem a usar esse tempo para analisar os emails pessoais ou apenas se perderem a navegar nas redes sociais.. telemóvel numa mão,garfo na outra.. quem nunca? Eu encontro-me neste grande grupo e estou a fazer os possíveis para eliminar este hábito da minha rotina!

Mas porque devemos nós evitar tudo isto? Porque é importante comer de forma consciente? Porque precisamos de nos sentar, de nos sentirmos calmos e não ansiosos ou preocupados com tudo durante as refeições? Bem a resposta é simples… quando estamos ansiosos ou a comer apressadamente e/ou em movimento o nosso corpo está em estado de alerta, focado em tudo menos na digestão!

O nosso corpo funciona através de dois tipos de controlo o “lutar ou fugir” ou o de “repouso e digestão”. O nosso Sistema Nervoso Simpático regula o estímulo de “lutar ou fugir”, ele prepara-nos para a ação, ativa o nosso Sistema cardiovascular e muscular, o nosso batimento cardíaco acelera, os músculos contraem e os bronquíolos dilatam, preparando-nos para fugir ou lutar. Quando este sistema está em ação o nosso sistema gastrointestinal fica para segundo plano, quando precisamos de fugir, não nos interessa muito dispensar energia na digestão, pelo que existe uma diminuição da produção de saliva e das enzimas gástricas. Por outro lado o nosso Sistema Nervoso Parassimpático (SNP) é responsável por estimular o modo “repouso e digestão”, o outro lado da balança, o que permite restaurar o equilíbrio. Ele é responsável por restaurar e promover o relaxamento. A sua ação reduz o batimento cardíaco, promove o relaxamento muscular e estimula a produção de saliva e enzimas digestivas. Fica mais fácil perceber porque precisamos de ativar o nosso modo ‘repouso e digestão’ para promover uma boa digestão e absorção eficaz dos nutrientes.

Principais consequências de comer sobre stress?

  • Inchaço
  • Indigestão
  • Refluxo gástrico
  • Náusea
  • Diarreia ou Obstipação
  • Inflamação do sistema digestivo
  • Ulceras Gástricas
  • Aumento de peso

Deixo-vos algumas dicas para começarem a comer de forma mais consciente e reduzir o stress antes das refeições:

Praticar exercícios de respiração e auto- reflexão

Antes de iniciarem a vossa refeição, procurem perceber como se sentem, se estão ansiosos, nervosos ou chateados. Se for o caso, tirem uns minutos para se conectarem convosco e procurar que esses sentimentos se dispersem. Podem experimentar realizar um exercício de respiração rápido e fácil – respirem de forma pausada e profunda por 4 vezes consecutivas, inspirem pelo nariz (podem contar mentalmente até 4) e expirem pela boca (usando a mesma técnica), – irão sentir a diferença no vosso corpo e mente depois deste pequeno exercício (podem usa-lo em qualquer momento em que se sintam mais ansiosos).

Arranjem tempo para se sentarem a comer!

Obriguem  o vosso corpo a parar e a relaxar por uns momentos, e dá-vos tempo para saborear o que estão a comer.

Deixem o telemóvel na mala, bem longe de vocês!

Ler e-mails ou navegar nas redes sociais é um mediador de stress, por isso evitem ter o telemóvel por perto.

Comam de forma consciente!

Temos de começar a usar mais os nossos sentidos, devemos cheirar e observar o que temos no prato antes de iniciar a ingestão, o estímulo visual e olfactivo ajuda a estimular a acção do nosso SNP ( modo ‘repouso e digestão’) o que ajudará a promover a digestão.

Mastigar, Mastigar e Mastigar!

Pelo menos 15-20 vezes!

A digestão começa na boca o que confere à mastigação uma enorme importância. Não fiquem focados em contar o numero de vezes que estão a mastigar, façam-no no inicio para terem consciência do tempo, mas o mais importante é usarem esse tempo para sentirem os diferentes sabores dos alimentos na boca, as diferentes texturas, partindo assim a comida em pedaços mais pequenos, facilitando a digestão.

Comer devagar

Se acham que não conseguem comer devagar por mais que tentem, experimentem pousar os talheres a cada garfada, voltem a pegar nos talhares só depois de já ter engolido a porção anterior. Parece bastante básico, mas ficarão surpreendidos com a diferença que faz, ajuda a ter muito mais consciência do sabor dos alimentos e ainda notarão que ficam saciados mais facilmente, mesmo com quantidades inferiores de comida.

por: Andreia Machado

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *